Características da RCC

"A Renovação Carismática Católica, através do Escritório Internacional (ICCRS), tem seus Estatutos de Serviço reconhecidos pela Santa Sé, através do Decreto nº. 1.565/93 AIC-73 ''Oficium Consilium Pro Laicis'', conforme o Cânon 116, do Código de Direito Canônico e, doravante aqui denominada simplesmente RCC, é um movimento eclesial da Igreja Católica Apostólica Romana que busca uma crescente consciência a respeito da presença e ação do ESPÍRITO SANTO na vida dos fiéis, propiciando a seus membros uma constante e significativa renovação espiritual."

 

"Dos objetivos:

Artigo 1º. - A RCC, em seu modo de ser Igreja, com características e identidade próprias, e consciente da possibilidade de se viver na Igreja um 'perene Pentecostes ', tem por objetivos centrais :

a) - Promover uma conversão pessoal, madura e contínua a Jesus Cristo, como nosso Senhor e Salvador;

b) - Propiciar uma abertura decisiva à pessoa do Espírito Santo, sua presença e seu poder.
Com freqüência, estas duas graças espirituais se experimentam, ao mesmo tempo, no que se chama, em diferentes partes do mundo :
'Batismo no Espírito Santo', ou 'Efusão do Espírito Santo', ou 'um deixar atuar livremente o Espírito', ou, ainda, 'uma renovação no Espírito Santo'.
Ordinariamente por isso se entende uma aceitação pessoal das graças da iniciação cristã e um receber força para poder realizar o mesmo serviço pessoal na Igreja e no mundo.

c) - Fomentar a recepção e o uso dos dons espirituais ( carismas ), não somente na RCC, mas também em toda a Igreja, uma vez que estes dons, ordinários e extraordinários, encontram-se abundantemente nos leigos, religiosos e clérigos, e sua justa compreensão e uso corretos, em harmonia com outros elementos da vida da Igreja, são uma fonte de força para os cristãos em seu caminho até a santidade e no cumprimento de sua missão ( cf. I Cor 12, 8-10. 28-30; Rm 12, 6-8; Ef 4, 7-16; I Pd 4, 10-11; L.G. 4 e 12; A.A 3 e 30; AG. 4; 23; P. O. 9 e ChL 21 a 24 - nota do final);

d) - Trabalhar, fundamentados na Sagrada Escritura, na Tradição e no Magistério da Igreja, no culto essencial e intenso à Santíssima Trindade - um só Deus em três Pessoas distintas, mas iguais - no culto e na devoção à Maria Santíssima, Mãe de Deus e da Igreja, pela formação de Comunidades de Renovação que compreendem: Grupos de Oração, Grupos de Perseverança e Núcleos de Serviço, com os serviços e a espiritualidade que lhe são próprios.

e) - Animar a obra de Evangelização no poder do Espírito Santo, incluída a evangelização daqueles que não pertencem à Igreja; reevangelização dos cristãos de nome, e evangelização da cultura e das estruturas sociais;( conf. Discurso inaugural de João Paulo II à IV Conferência Geral do Episcopado Latino-americano, em Santo Domingo, a 12/10/92 ).

f) - Incentivar seus membros à participação em uma rica vida sacramental e litúrgica, ao apreço pela tradição da oração e espiritualidade católicas, à progressiva formação na doutrina católica guiada pelo Magistério da Igreja, à inserção nos seus planos pastorais, impulsionando o crescimento progressivo em santidade através da correta integração dos dons carismáticos com a vida plena da mesma Igreja;

g) - Manter, com todas as Comunidades e expressões oriundas da ampla experiência carismática que o Espírito Santo suscita hoje, na vida da Igreja, laços de profunda comunhão e adequado e fraterno relacionamento;

h) - Criar e apoiar mecanismos de formação e capacitação que ajudem os seus membros a vivenciarem sua identidade, vocação e missão, com vistas à construção de uma sociedade justa e fraterna.

i) - Estimular, observando as orientações e os critérios propostos pelo Magistério da Igreja, o espírito ecumênico e o diálogo inter-religioso.


Das Características:

Artigo 2º.- São características da RCC e seus membros:

a).- O gosto e valorização da oração profunda, pessoal e comunitária;
b).- A ênfase especial ao louvor a Deus;
c).- A submissão à vontade de Deus e Seu plano;
d).- O desejo de submeter-se totalmente ao senhorio de Jesus Cristo;
e).- A docilidade ao Espírito Santo no exercício efetivo dos 'carismas' e no serviço à Comunidade mediante o desempenho de diferentes 'ministérios'; (cf doc 62 da CNBB, n.ºs 79 a 93)
f).- A leitura assídua da Palavra de Deus e sua prática no meio em que vive;
g).- O amor fraterno, generoso e comprometido com a comunidade onde se situa;
h).- A freqüência e participação consciente nos Sacramentos da Igreja;
i).- A solicitude para com a Igreja e seus pastores;
j).- A intensa devoção à Virgem Maria e o reconhecimento de sua missão no Plano da Redenção;
k).- O anúncio e testemunho, com força divina, da pessoa de Jesus Cristo.
l).- O empenho na formação de Comunidades (conf. Doc. 61, n.º 303 da CNBB), comprometidas, evangelizadas e evangelizadoras . "

Reinaldo Beserra dos Reis
Presidente do Conselho Nacional da Renovação Carismática Católica do Brasil


Fonte: http://www.cancaonova.com/portal/canais/rcc/pg_estat_renov.php?menu_id=2